Coffee Shops de Amsterdã

em Turismo

Em Amsterdã o consumo e venda de maconha e hashish (cannabis), chamadas de soft drugs, são tolerados pelas autoridades. Os menus de cannabis normalmente deveriam ficar “escondidos” no balcão ou atrás de um vidro preto (aperta-se um botão para acendê-lo), pois umas das cinco regras que os estabelecimentos têm que cumprir é de não divulgar seus produtos, motivo que levou a maior parte dos coffee shops a aderirem a pinturas psicodélicas, desenhos de folhas de maconha ou as cores do movimento Rastafári: amarelo, verde e vermelho.

Na Europa, mais comum que a maconha é o hashish, e lembre-se que sair “carregado” de Amsterdã, e principalmente da Holanda, pode ser incômodo e dos brabos. A saber também que, num coffee shop, se existe terraço ou varanda, você pode sim fumar lá fora. Já fumar em público na rua não é proibido, mas também não é muito simpático.

The Bulldog - First Coffee Shop

The Bulldog - First Coffee Shop

Compartilhar

O mais conhecido coffee shop é a rede Bulldog; hoje essencialmente turística. Popular também é o Rookie, Korte Leidsewartsstraat 145, na Leidseplein. Outro é o Tertúlia, na Prinsengracht 312, com um clima mais clean, parece uma loja de chá comum, mas com jeitão esotérico, com cristais, plantas e jogos de mesa. Dá até para levar a mãe junto. Ideal para quem se sente meio fora do lugar em Amsterdã, mas quer conhecer como funciona essa história de hashish, marihuana. Tem também o tal do Space cake, mas esse é bom evitar. Vale sempre lembrar: se essa não é a sua praia, não “precisa” encarar um baseado. Seja apenas você mesmo e que o baseado ou o bolso não contenha mais do que 5 gramas. Mais que isso, cana!

Veja mais fotos de Amsterdã aqui !

Compartilhe:

Veja Também:

Bem vindo ao blog da Preview - Banco de Imagens.

Fique a vontade para compartilhar nossas fotos!

Embarque nesta aventura

Receba nossa newsletter, conteúdo exclusivo, promoções e muito mais...